Arquivo da categoria: História

Matéria do Jornal Diário de Pernambuco com a Filarmônica São Sebastião em 1974


 

A Filarmônica tem 87 anos de fundação e merece toda atenção. Afinal de contas, a recuperação dessa sociedade musical representa uma das prioridades da cultura do povo interiorano. João Vieira de Souza, 53 anos, natural de Agrestina, mas belo-jardinense de coração, casado com dona Zeza e pai de duas filhas, Maria Helena e Rosário, após se reformar como 1º Sargento da Aeronaútica do Recife, não se conformou com a situação por que passa a Filarmônica, e se prontificou a lutar pela recuperação da tradicional banda de música belo-jardinense.

Vavá, como é conhecido por todos, não se conforma de jeito algum com a atual situação da Filarmônica, e desde julho de 89 continua a ministrar aulas teóricas e práticas no sentido de recuperar a tão querida banda de música belo-jardinense. "É um trabalho penoso, tanto na parte técnica como na parte especializada, coisa que nunca foi ministrada para o músico de Belo Jardim", comenta inicialmente. E continua empolgado pelo trabalho que está sendo feito: "A aprendizagem está surgindo, apesar da falta de instrumentos musicais. Temos entre 30 e 40 alunos comparecendo às aulas e isso é muito gratificante. Belo Jardim é um celeiro de músicos e vamos aproveitar a potencialidade deles ensinando teoria e solfejo e a parte técnica, repito, que nunca foi dada na nossa cidade".

Vavá lembra que a Filarmônica já executou um tango nas suas retretas, coisa inédita em termos de bandas de música em Belo Jardim. Sem qualquer compensação financeira ao contrário, gastando de seu próprio bolso, Vavá viaja toda semana a Belo Jardim, onde passa dois dias ininterruptos dando aula de música na Filarmônica. "Faço isso para tirar a Filarmônica do bagaço!", diz com orgulho.

filarmonica são sebastião antiga

Anúncios

Breve História


A Sociedade Cultural Musical São Sebastião – "Filarmônica São Sebastião" – foi fundada em 20 de janeiro de 1887 pelo Sr. Tomaz Magalhães, na então Lagoa do Capim (primeiro nome de Belo Jardim).

O seu primeiro maestro foi o Sr. João Valério, sucedendo-se por João Francisco de Araújo e, a partir da década de 50, por José Vieira de Souza, José Afonso, Sebastião Bastos, dentre outros.

Esta Sociedade contou com o apoio de pessoas abnegadas e dinâmicas a exemplo de Horácio Campelo, Eurico Rodrigues, Sebastião Bernardino, Francisco Barbosa Maciel, Oscar Pereira, Dr. Fernando Dias de Abreu e muitos outros.

Belo Jardim antigamente Filarmõnica são sebastião de belo jardim

Por: Thaís Pachêco