Arquivo da categoria: Curiosidades

Uma noite de homenagens que fica pra história


A nossa querida banda se apresentou no dia 19 em comemoração aos seus 129 anos. Dessa vez, foi mais que uma retreta na Terra de Músicos, o que aconteceu nesse dia foi um fato memorável. Tivemos o prazer de prestigiar uma belíssima homenagem prestada ao nosso maestro Vavá por seus ex-alunos e também presenciamos a demonstração do fim da rivalidade entre as duas bandas de música de nossa cidade com a presença da Sociedade de Cultura Musical.

581924_934057293330704_6612703311705344639_n

     Sob regência de Francisco José, a banda apresentou o repertório composto pela marcha militar americana Semper Fidelis, a linda Moonlight Serenade, os choros Sonoroso e Carinhoso, com solo do trompetista Eddie Murphy, os boleros Anos Dourados e Estrelita e o samba canção Ronda. Também teve um pouco do nosso Nordeste com o Tributo a Dominguinhos. Para finalizar o repertório, tivemos a bela Saudades de Vinícius e a Marcha Rancho Turbilhão.

    Logo pudemos ouvir que uma banda estava se aproximando. Entoando a Canção o Exército, chegou a Sociedade de Cultura Musical, sob regência da maestrinha Conceição. Um marco que fica pra história, uma linda homenagem prestada pela banda que teve como grande nome o Maestro Ulisses. A Cultura também nos prestigiou com a valsa Fascinação, dedicada pela maestrina Conceição para a esposa do maestro Vavá.

    Em um contratempo, ouvimos soar a Canção da Engenharia enquanto todos se perguntavam o que estava acontecendo. E lá chegava mais uma banda, esta formada por ex-alunos do maestro Vavá, em sua grande maioria composta por militares que se encontravam vestidos com as fardas das suas respectivas Forças Armadas.

    E chegamos a um dos momentos mais marcantes da noite: a junção dos ex-músicos da Filarmônica com os músicos da geração atual entoando o dobrado Maestro Vavá, de autoria do Sargento Marcone e sob sua regência. O dobrado foi tocado pela primeira vez para o nosso maestro.

    Vavá ainda recebeu homenagem do músico Dobinha junto ao flautista Leandro que se apresentaram tocando Tico-tico no Fubá, também foi presenteado com uma monografia feita sobre seu trabalho e assistiu a um vídeo emocionante com depoimentos de vários músicos que foram seus alunos, incluindo os que não puderam estar presentes. Homenagens mais que merecidas pelo seu esforço durante 27 anos à frente da banda, sua dedicação e amor à música e ao seu trabalho.

    Para encerrar as apresentações, o Maestro Vavá regeu toda a banda, em um espaço que ficou pequeno com tantos integrantes e um grande público presente prestigiando. Foi escolhida a marcha Barão do Rio Branco para finalizar, seguida do tradicional e merecido Parabéns pra Você ao som de aplausos do público.

“A música é uma arte que sensibiliza e enobrece o homem, elevando seu espírito à condição divina”.

Professor Ulisses de Souza Lima

Parabéns aos músicos Cleyton e Wellington!


 

Em nome da Filarmônica São Sebastião e da sociedade belojardinense, estamos parabenizando os músicos Cleyton Guimarães Silva e Wellington Santos Correia, ambos que fazem parte da banda, pelos resultados alcançados nos concursos para ingressar nas Forças Militares.

O clarinetista Cleyton passou em 4º lugar no Corpo de Bombeiros de Brasília (CBMDF) e Wellington, concorrendo no Rio de Janeiro por uma vaga no Bombardino, passou em 1° lugar no Brasil para o concurso do Corpo de Fuzileiros Navais da Marinha.

 

                          CLEYTON Corpo de Bombeiros de Brasília FILARMONICA SAO SEBASTIAO  Corpo de Bombeiros de Brasília (CBMDF) 

 

                           wellington      Corpo de Fuzileiros Navais da Marinha.

Curiosidades…


 

Belo Jardim é a cidade de maior representatividade musical no Estado. Ali a música é uma herança que passa de pai para filho e não é raro encontrar famílias inteiras dedicadas à arte de tocar um instrumento. Essa tradição vem desde o início do século XIX, quando se formaram as primeiras bandas da então Vila de Nossa Senhora da Conceição de Belo Jardim.

image
O número de músicos nascidos em Belo Jardim é tão significativo que em praticamente todas as bandas ou orquestras pernambucanas (além de várias orquestras nacionais) existe ou já existiu um representante da cidade. Alguns exemplos: a banda do IV Exército tem quatro músicos belojardinenses.
Músicos da cidade também atuam na Super Oara e na Orquestra Pinga Fogo. O primeiro arranjador de Roberto Carlos era belojardinense, assim como o maestro Mozart Siqueira, criador da Orquestra Meninos de São Caetano. E pela Orquestra Sinfônica do Rio de Janeiro passaram vários músicos de Belo Jardim. O cantor Otto também é da “terrinha”.

image